FGV APURA INFLAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

A Fundação Getúlio Vargas anunciou uma elevação acumulada de 7,29% no ano passado apurada pelo índice INCC-M (Índice Nacional da Construção Civil). Entre os produtos pesquisados, as altas de preço mais expressivas na primeira prévia foram registradas em cimento portland comum (0,62%); tijolo/telha cerâmica (0,46%); e massa de concreto (0,36%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em condutores elétricos (-1,46%); vergalhões e arames de aço ao carbono (-0,17%); e madeira para telhados (-0,12%).