CERÂMICA VERMELHA A QUERIDINHA DOS ARQUITETOS

Embora o preço dos produtos de cerâmica vermelha sejam mais atraentes para o consumidor final, a busca por eles se dá também pela qualidade apresentada e pelas vantagens de isolamento acústico e térmico.

Não somente no processo de construção que a cerâmica vermelha mostra o seu valor e popularidade. Na arquitetura, os revestimentos, elementos vazados, pisos e até objetos de decoração ainda fazem a diferença visual de diversos projetos. Neste caso, não importa se a ideia é proporcionar aconchego, mesclar modernidade com rusticidade ou dar um ar de “casa de campo”, pois o uso dessas peças traz, além da beleza, outros benefícios extremamente conhecidos dentro do segmento, como baixa condutibilidade térmica e acústica, preço e qualidade.

Os arquitetos apontam a diversidade de acabamentos em cerâmica vermelha com variedade de formas, tamanhos, cores e texturas que podem harmonizar-se com diversos estilos decorativos e arquitetônicos, podendo remeter a estilos portugueses, franceses e mediterrâneos, rompendo com a monotonia.

Alguns produtos cerâmicos sequer necessitam de revestimentos, como blocos lisos, proporcionando um visual bastante interessante e uma sinceridade com o material utilizado. Seja natural ou com a aplicação de resina ou verniz.

O Grupo Tavares possui diversos produtos que possuem essa versatilidade, sinceridade e diversidade de acabamentos e revestimentos, como os blocos de vedação aparentes, tijolos laminados, combogós e os próprios blocos estruturais lisos.

Fonte: Revista da ACERVIR – Edição 27 Setembro/Outubro 2012