GRUPO TAVARES AMPLIA PROJETOS DE CRÉDITO DE CARBONO

O Grupo Tavares está ampliando os projetos de créditos de carbono em suas empresas.  Além da Cerâmica Assunção, que já comercializou mais 700 mil VER’S (Unidades de Reduções de Emissões Verificadas) no mercado voluntário internacional, mais cinco empresas do grupo: CEAGRA®, CEARÁ CERÂMICA, CERÂMICA SANTA RITA, CERÂMICA ELIANE (SEDE) e ITAITINGA têm seus créditos verificados desde janeiro de 2010.

Os projetos de substituição de combustíveis consistem na utilização de biomassa renovável, como poda de caju, lenha com plano de manejo florestal sustentável, resíduos de madeira, resíduos de indústria da construção, resíduos de coco e casa de castanha de caju, interrompendo o uso de biomassa não renovável, como lenha nativa sem plano de manejo, responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa na atmosfera. A troca de combustíveis, além de desestimular a prática do desmatamento da caatinga, ainda é responsável pela redução de gases de efeito estufa na atmosfera.

Devido ao projeto, serão reduzidas nas cinco cerâmicas do Grupo Tavares cerca de um milhão de toneladas equivalentes de carbono em 10 anos, que serão comercializados como créditos de carbono no Mercado Voluntário. Os projetos também proporcionam melhorias sociais na comunidade do entorno, melhores condições de trabalho e menor poluição atmosférica.